“EM CASA”, COLÉGIO DE GUARUJÁ FATUROU O SÉTIMO TÍTULO POR EQUIPES

A Tribuna Surf Colegial 2016

A Tribuna de Surf Colegial 2016

Mesmo sem vitórias individuais, o Don Domênico voltou a vencer e comemorou o sétimo título em 21 anos de A Tribuna de Surf Colegial. Neste domingo (27), o colégio de Guarujá foi o primeiro colocado por equipes, superando o grande rival, Adélia Camargo Corrêa, que tentava a 14ª conquista.

Com boas ondas, de até 1,5 metro, o 21º A Tribuna de Surf Colegial contou com quatro categorias. Alax Soares, atual campeão paulista júnior, foi o grande campeão da disputa para surfistas com até 18 anos, defendendo a EE Nossa Senhora dos Navegantes. Seu resultado, inclusive, garantiu à sua escola o honroso terceiro lugar geral.

A vitória teve o placar mais “apertado” das 21 edições do campeonato, com uma diferença de apenas 4 centésimos para o segundo colocado, Ayrton Dilan, do Objetivo Praia Grande. Na mirim (no máximo 16 anos), Luan Hanada, do Objetivo Guarujá, foi outro favorito a erguer a taça. Os guarujaenses também comemoraram o bicampeonato de Louisie Frumento, do Adélia, na feminina (limite de 18 anos).

Já na iniciante (sub14), o primeiro lugar ficou com Gustavo Giovanardi, do Objetivo-Praia Grande, escola que terminou em quarto lugar na classificação final. Os quatro campeões de 2016 ganharam pranchas Silver Surf. Outro equipamento foi sorteado entre os surfistas participantes e mais um doado à Associação de Surf de Guarujá.

Mais uma vez, a competição apresentou um excelente nível técnico, com grandes talentos da região, uma marca registrada do evento, desde a sua criação. Nomes como Adriano de Souza, campeão mundial de 2015, foram projetados no Circuito, quando iniciavam suas carreiras. “Este ano não foi diferente. Esse é um campeonato que se tornou referência no Brasil”, ressalta o gerente comercial e de marketing da Tri FM, Davidson Iuspa, responsável pela produção do evento.

Antes mesmo das finais, o campeonato mostrou sua força. Na júnior, a semifinal garantiu grande emoção, com uma bateria muito disputada, entre Alax Soares, Théo Fresia, do Adélia, e Kim Matheus (Objetivo São Vicente). Três surfistas que também protagonizaram a disputa pelo título estadual deste ano. Théo garantiu um 8, que fez a diferença para conseguir avançar para a final com Alax. Kim ainda virou, mas o surfista de Guarujá deu o troco, com uma diferença de só 17 centésimos.

Depois, na final o placar apertado se repetiu, desta vez entre Alax e Ayrton – 10,27 a 10,23. Théo Fresia correu por fora e terminou em terceiro, com Guilherme Jesus, do Don Domênico em quarto. “É muito incrível. Meu segundo título esse ano e 2017 vou investir no pro-júnior e espero continuar na mesma vibe”, disse Alax, também comentando da diferença mínima no resultado. “Coração ficou a mil. Não sabia o que fazer. Mas graças a Deus era para ser meu. Estou amarradão”.

Na feminina, Louisie defendeu o título e não teve dificuldades para repetir a o primeiro lugar. Venceu com a segunda e terceira ondas – somando 5,5 e 5,6, e abriu boa vantagem sobre as rivais. Para ela, a nova conquista coroa uma excelente temporada, que também contou com título do Rip Curl Grom Search (assegurando vaga para representar o Brasil na final internacional em 2017) e o vice brasileiro sub18.

“Treinei o ano inteiro para conseguir esses resultados e ser recompensada agora, com esse campeonato em casa. Esse é título importante e estou muito feliz”, comemorou Louisie, dedicando o troféu para a avó Terezinha, que comemorou 82 anos neste domingo.

Quem também saiu feliz do mar foi Bianca Maila, da E.E. Professora Judith Sant’Ana Diegues, de Ilha Comprida, com o segundo segundo lugar. “Foi a primeira vez que fiz final fora da minha cidade e ainda fiquei em segundo. Não estou acreditando”, vibrou a segunda colocada. A santista Raquel Ramires, do Coração de Maria, ficou em terceiro e Melissa Policarpo, também do Adélia, foi a quarta.

Dois meses atrás, nessa mesma praia, Luan Hanada garantiu o título de supercampeão do Rip Curl Guarujaense de Surf, levando uma passagem para a Indonésia. Agora, consolidou a grande fase com mais uma importante conquista. Chegou como favorito e não decepcionou. Construiu o placar na quinta e sexta ondas, com 5,33 e 4,33, para superar Junior Siqueira, da UME Pedro II, de Guarujá.

Depois, ampliou a vantagem, com uma nota 5.  “Muito contente com mais esse título. Estou sem palavras para descrever essa felicidade”, festejou. Ainda na final, Caio Machado, do Don Domênico, ficou em terceiro, seguido de Gabriel Nieba, do Colégio Recanto, de Praia Grande.

Na iniciante, Gustavo precisou de apenas duas ondas para garantir o título na categoria que já teve grandes nomes como campeões, inclusive Adriano de Souza. Na final, Vinicius Parra, do Liceu Santista, saiu na frente e manteve a ponta na primeira metade da bateria. Gustavo, então, pegou sua primeira onda, marcou 6,83 e depois virou o resultado. “Fiquei bem nervoso, porque peguei uma onda boa, depois fiz outra com uma rasgada e não veio mais. Foi muito animal, título muito legal”, disse. O pódio também teve Pedro Pupo, do Objetivo Guarujá, na terceira posição, e Derek Moura, da EE Marechal do Ar Eduardo Gomes, de Guarujá, em quarto.

Na disputa por escolas, o Don Domênico garantiu o heptacampeonato, mesmo sem atletas no lugar mais alto do pódio. O diretor da escola, Marcelo Passaes, ergueu a taça e fez questão de ressaltar a importância do campeonato. O colégio é um dos que mais investe na modalidade, oferecendo bolsas de estudo a surfistas. Também foi campeão de 2004 a 2007 e em 2009 e 2011.

No pódio, houve homenagem aos empresários Paulo Sérgio Nogueira Lopes e Marcelo Kassardjian, da AntiQueda, marca que patrocinou o campeonato por 20 anos. A menção já é uma tradição do evento desde 2002 e visa destacar personalidades que colaboraram para o crescimento da modalidade. O gerente comercial e de marketing da Tri FM, Davidson Iuspa, destacou a importância da parceria para o crescimento do surf. “O A Tribuna de Surf Colegial se tornou referência no Brasil e, com certeza, a AntiQueda é parte importante disso”, falou.

Os resultados completos do 21º A Tribuna de Surf Colegial estão disponíveis no site www.triesportes.com.br.

RESULTADOS DO 21º A TRIBUNA DE SURF COLEGIAL

CATEGORIA JÚNIOR

1 Alax Soares – E.E. Nossa Senhora dos Navegantes – Guarujá

2 Ayrton Dilan – Objetivo-Praia Grande

3 Theo Fresia – Adélia Camargo Corrêa-Guarujá

4 Guilherme Jesus – Don Domênico-Guarujá

CATEGORIA MIRIM

1 Luan Hanada – Objetivo-Guarujá

2 Júnior Siqueira – UME Pedro II-Guarujá

3 Caio Machado – Don Domênico-Guarujá

4 Gabriel Nieba – Colégio Recanto-Praia Grande

CATEGORIA INICIANTE

1 Gustavo Giovanardi – Objetivo-Praia Grande

2 Vinicius Parra – Liceu Santista-Santos

3 Pedro Pupo – Objetivo-Guarujá

4 Derek Moura – E.E Marechal do Ar Eduardo Gomes-Guarujá

CATEGORIA FEMININA

1 Louisie Frumento – Adélia Camargo Corrêa-Guarujá

2 Bianca Maila – E.E. Professora Judith Sant’Ana Diegues-Ilha Comprida

3 Raquel Ramires – Coração de Maria-Santos

4 Melissa Policarpo – Adélia Camargo Corrêa-Guarujá

ESCOLAS

1 Don Domênico-Guarujá – 3.257

2 Adélia Camargo Corrêa-Guarujá – 3.257

3 E.E. Nossa Senhora dos Navegantes-Guarujá – 2.062

4 Objetivo-Praia Grande – 1.900

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags