Melanie Giunta (PER)

Melanie Giunta (Foto: Poullenot / Aquashot)

As ondas baixaram para 2-3 pés na quinta-feira, mas a comissão técnica aproveitou o final do swell para adiantar a competição feminina do Ericeira World Junior Championships em Portugal. Foram realizadas dez baterias para definir as classificadas para as semifinais e a peruana Melanie Giunta acabou eliminada em quinto lugar no último duelo do dia. Ela chegou a despachar uma top do CT, Chelsea Tuach, de Barbados, mas depois perdeu nas quartas de final para a australiana Isabella Nichols. As quatro que vão decidir o título mundial Pro Junior de 2015 da World Surf League são a atual campeã, Mahina Maeda, do Havaí, a portuguesa Teresa Bonvalot e as australianas Holly Wawn e Isabella Nichols.

A peruana Melanie Giunta era a última esperança para a conquista de um inédito título mundial da América do Sul na categoria feminina para surfistas com até 20 anos de idade. Ela disputou três baterias nas ondas pequenas da quinta-feira na Praia dos Pescadores. Na primeira rodada classificatória para as quartas de final, ficou em segundo na disputa vencida pela mesma Isabella Nichols. A peruana aproveitou a segunda chance surpreendendo uma das novidades na elite feminina do CT 2016, Chelsea Tuach, derrotando a surfista de Barbados por 13,50 a 8,67 pontos.

Depois voltou a encarar Isabella Nichols nas quartas de final e perdeu de novo, terminando em quinto lugar no Ericeira WSL World Junior Championships. Melanie só conseguiu surfar uma onda boa que valeu nota 7,0 e a australiana teve mais sorte na escolha para computar duas notas 7,33 e ainda descartar 6,33, 6,70 e 6,83. O placar foi encerrado em 14,66 a 12,43 pontos. Com a vitória, Nichols vai fazer um duelo australiano com Holly Wawn para definir a segunda finalista do Mundial Pro Junior da World Surf League em Portugal.

Holly Wawn foi o destaque da quinta-feira na Praia dos Pescadores. Ela estabeleceu novos recordes para o campeonato com os 17,53 pontos das notas 9,50 e 8,03 recebidas numa bateria eletrizante com a havaiana Dax McGill, que atingiu 16,10 pontos com notas 8,43 e 7,67. Já a disputa pela primeira vaga na grande final terá a defensora do título, Mahina Maeda, contra a portuguesa Teresa Bonvalot. Maeda já tirou uma surfista de Portugal nas quartas de final, Camilla Kemp, logo depois de Bonvalot despachar a norte-americana Tia Blanco.

MASCULINO ADIADO – Enquanto a categoria feminina já definiu as quatro semifinalistas, a masculina continua parada na repescagem com todos os 48 participantes do Ericeira WSL World Junior Championships ainda vivos na briga do título mundial. Dos oito integrantes da equipe sul-americana da WSL South America, apenas os catarinenses Yago Dora e Alcides Lopes estrearam com vitórias e passaram direto para a terceira fase.

Os outros quatro brasileiros e os dois peruanos perderam e terão que disputar a segunda chance de classificação na primeira rodada eliminatória do Mundial Pro Junior da World Surf League em Portugal. O bicampeão sul-americano Sub-20 da WSL South America, Deivid Silva, vai abrir a repescagem com o japonês Yuji Mori e o peruano Juninho Urcia entra na segunda bateria com o costa-ricense Noe Mar McGonagle.

O prazo do Ericeira World Junior Championships ainda vai até o dia 13 e a primeira chamada da sexta-feira foi marcada para as 7h45 em Portugal, 5h45 pelo fuso horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A missão da Liga Mundial de Surf é simples: inspirar uma mudança positiva para o surf, nossos fãs, e para o meio ambiente. Anteriormente denominada Association of Surfing Professionals, a WSL tem promovido os principais campeonatos de surf desde 1976, decidindo os campeões mundiais no Samsung Galaxy WSL Championship Tour masculino e feminino, o Big Wave Tour, o Qualifying Series, o Junior, o Longboard e produzindo eventos como o WSL Big Wave Awards. A WSL possui um profundo apreço pelo passado do esporte, promovendo ao mesmo tempo o desenvolvimento, inovação e desempenho no mais alto nível. Nós colocamos os melhores surfistas do mundo nas melhores ondas do mundo.

Exibindo o melhor do surf em sua plataforma digital através da www.worldsurfleague.com, a WSL tem energizado sua legião de fãs apaixonados com milhões de novos fãs em todo o mundo, todos sintonizados para acompanhar as grandes estrelas do surf mundial, como Kelly Slater, Filipe Toledo, Gabriel Medina, Adriano de Souza, Makua Rothman, Grant “Twiggy” Baker, Greg Long, Stephanie Gilmore, John John Florence, Carissa Moore, entre outros, competindo no ambiente mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes.

SEMIFINAIS FEMININAS DO ERICEIRA WORLD JUNIOR CHAMPIONSHIPS:

1.a: Mahina Maeda (HAV) x Teresa Bonvalot (PRT)

2.a: Holly Wawn (AUS) x Isabella Nichols (AUS)

QUARTAS DE FINAL – Vitória=Semifinais e Derrota=5.o lugar:

1.a: Teresa Bonvalot (PRT) 15.26 x 9.60 Tia Blanco (EUA)

2.a: Mahina Maeda (HAV) 15.83 x 11.33 Camilla Kemp (PRT)

3.a: Holly Wawn (AUS) 17.53 x 16.10 Dax McGill (HAV)

4.a: Isabella Nichols (AUS) 14.66 x 12.43 Melanie Giunta (PER)

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final e Derrota=9.o lugar:

1.a: Teresa Bonvalot (PRT) 14.50 x 13.26 Brisa Hennessy (HAV)

2.a: Camilla Kemp (PRT) 12.67 x 10.60 Juliette Brice (FRA)

3.a: Holly Wawn (AUS) 15.24 x 13.77 Carol Henrique (PRT)

4.a: Melanie Giunta (PER) 13.50 x 8.67 Chelsea Tuach (BRB)

TERCEIRA FASE – Vitória=Quartas de Final e 2.a e 3.a=Quarta Fase:

———–baterias que fecharam a quarta-feira:

1.a: 1-Tia Blanco (EUA)=15.17, 2-Brisa Hennessy (HAV)=11.64, 3-Juliette Brice (FRA)=9.20

2.a: 1-Mahina Maeda (HAV)=13.03, 2-Camilla Kemp (PRT)=11.26, 3-Teresa Bonvalot (PRT)=10.94

———–baterias que abriram a quinta-feira:

3.a: 1-Dax McGill (HAV)=10.00, 2-Carol Henrique (PRT)=6.97, 3-Chelsea Tuach (BRB)=5.57

4.a: 1-Isabella Nichols (AUS)=11.34, 2-Melanie Giunta (PER)=7.76, 3-Holly Wawn (AUS)=6.23

SEGUNDA FASE MASCULINA – Vitória=Terceira Fase e Derrota=33.o lugar:

1.a: Deivid Silva (BRA) x Yuji Mori (JPN)

2.a: Noe Mar McGonagle (CRI) x Juninho Urcia (PER)

3.a Nomme Mignot (FRA) x Bevan Willis (AFR)

4.a: Lucas Silveira (BRA) x Adin Masencamp (AFR)

5.a: Victor Bernardo (BRA) x Shane Sykes (AFR)

6.a Noah Schweizer (EUA) x Jordy Maree (AFR)

7.a: Kalani David (HAV) x Momoto Tsuzuki (JPN)

8.a: Seth Moniz (HAV) x Harry Bryant (AUS)

9.a: Takumi Yasui (JPN) x Charly Quivront (FRA)

10: Mihiana Braye (TAH) x Alonso Correa (PER)

11: Griffin Colapinto (EUA) x Daniel Glenn (EUA)

12: Parker Coffin (EUA) x Kai Hing (AUS)

13: Benji Brand (HAV) x Elijah Gates (HAV)

14: Nelson Cloarec (FRA) x Imaikalani Devault (HAV)

15: Reo Inaba (JPN) x Luan Wood (BRA)

16: Gatien Delahaye (GLP) x Kan Watanabe (JPN)

Por: João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags