QS Australia Open 2015 Alejo Muniz

Alejo Muniz foi o primeiro brasileiro a passar para as oitavas de final (Foto: Matt Dunbar / WSL)

A participação brasileira na sexta-feira começou em dose dupla com os catarinenses Alejo Muniz e Jean da Silva. Mas foi o experiente australiano Bede Durbidge quem acabou ganhando essa terceira bateria do dia, por uma pequena diferença sobre o segundo colocado, Alejo Muniz, 15,63 a 15,33 pontos, com Jean da Silva ficando em último com 12,80. Na disputa seguinte, Jessé Mendes atingiu 16,33 pontos nas duas notas computadas para derrotar os australianos Ryan Callinan e o eliminado Mitch Coleborn. Os outros três brasileiros disputaram as últimas vagas para as oitavas de final nas baterias que fecharam a quarta fase do Australian Open.

Os dois surfistas que decidiram o título da primeira etapa do WSL Qualifying Series 2015, o QS 1000 de Huntington Beach, na Califórnia, se classificaram na penúltima bateria, novamente com o norte-americano Kolohe Andino em primeiro lugar e o pernambucano Ian Gouveia em segundo. O resultado também foi definido por uma pequena vantagem de 12,94 a 12,73 pontos, com o australiano Brent Dorrington ficando em último com 11,97. Já a segunda chance de uma dobradinha brasileira foi novamente impedida por um australiano, com Jack Freestone ganhando do pernambucano Luel Felipe a batalha pela segunda vaga por 12,00 a 11,46 pontos. O vencedor com 13,70 foi o cearense Michael Rodrigues.

G-10 DO WSL QS – Com os resultados da sexta-feira atualizados no ranking do WSL Qualifying Series, Kolohe Andino já recuperou a liderança e Ian Gouveia a segunda posição na lista dos dez surfistas que se classificam para o WCT. Jessé Mendes subiu para o quinto lugar e Michael Rodrigues entrou no G-10 do WSL QS, dividindo a oitava colocação com Fredrick Patacchia. Além do havaiano, outros quatro integrantes do atual grupo dos top-34 que vai disputar o título mundial da World Surf League esse ano se classificaram para as oitavas de final em Manly Beach, os australianos Mick Fanning, Adrian Buchan e Bede Durbidge e o norte-americano Kolohe Andino, que volta a defender a ponta do ranking no sábado.

EQUADOR NO FEMININO – Na categoria feminina, a única sul-americana que conseguiu passar de fase no WSL QS 6000 Hurley Australian Open of Surfing foi a equatoriana Dominic Barona. Na quinta-feira, ela barrou a líder no ranking do WSL Qualifying Series, Mahina Maeda, para avançar em segundo lugar na bateria vencida por outra havaiana, Coco Ho. A japonesa Reika Noro ficou em último, mesma posição da peruana Anali Gomez na disputa seguinte, que classificou a francesa Johanne Defay e a australiana Bronte Macaulay.

E a própria Bronte Macaulay, junto com a vice-campeã mundial Tyler Wright, acabou tirando a América do Sul da disputa do título em Sydney na sexta-feira, com uma dobradinha australiana sobre Dominic Barona. A surfista do Equador terminou em 17.o lugar no Australian Open, ganhou 700 dólares de prêmio e marcou 1.050 pontos no ranking do WSL Qualifying Series. As únicas participantes do Brasil foram Karol Ribeiro e Carol Henrique, que perderam logo na primeira fase da competição iniciada na segunda-feira na Austrália.

O WSL QS 6000 Hurley Australian Open of Surfing está sendo transmitido ao vivo na internet e o link pode ser acessado clicando-se no banner do evento na capa do www.wslsouthamerica.com

OITAVAS DE FINAL DO QS 6000 HURLEY AUSTRALIAN OPEN – Derrota=9.o lugar com US$ 2.500 e 1.550 pontos:

1.a: Mick Fanning (AUS) x Mateia Hiquily (TAH)

2.a: Joan Duru (FRA) x Jonathan Gonzalez (CNY)

3.a: Bede Durbidge (AUS) x Ryan Callinan (AUS)

4.a: Alejo Muniz (BRA) x Jessé Mendes (BRA)

5.a: Fredrick Patacchia (HAV) x Heath Joske (AUS)

6.a: Adrian Buchan (AUS) x Stu Kennedy (AUS)

7.a: Kolohe Andino (EUA) x Jack Freestone (AUS)

8.a: Ian Gouveia (BRA) x Michael Rodrigues (BRA)

QUARTA FASE DO QS 6000 HURLEY AUSTRALIAN OPEN OF SURFING – Round of 24:

————-1.o e 2.o=Oitavas de Final / 3.o=17.o lugar com US$ 2.000 e 1.050 pontos:

1.a: 1-Mateia Hiquily (TAH)=14.16, 2-Joan Duru (FRA)=12.84, 3-Billy Stairmand (NZL)=11.84

2.a: 1-Jonathan Gonzalez (CNY)=14.00, 2-Mick Fanning (AUS)=13.90, 3-Michael February (AFR)=6.73

3.a: 1-Bede Durbidge (AUS)=15.63, 2-Alejo Muniz (BRA)=15.33, 3-Jean da Silva (BRA)=12.80

4.a: 1-Jessé Mendes (BRA)=16.33, 2-Ryan Callinan (AUS)=14.20, 3-Mitch Coleborn (AUS)=10.80

5.a: 1-Heath Joske (AUS)=14.53, 2-Stu Kennedy (AUS)=13.93, 3-Glenn Hall (IRL)=13.57

6.a: 1-Adrian Buchan (AUS)=17.60, 2-Fredrick Patacchia (HAV)=12.07, 3-Nathaniel Curran (EUA)=11.97

7.a: 1-Kolohe Andino (EUA)=12.94, 2-Ian Gouveia (BRA)=12.73, 3-Brent Dorrington (AUS)=11.46

8.a: 1-Michael Rodrigues (BRA)=13.70, 2-Jack Freestone (AUS)=12.00, 3-Luel Felipe (BRA)=11.46

Por: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da WSL South America

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags