Rip Curl Grom Search 2016 - Meteus

Mateus Herdy dá show de surf no Rip Curl Grom Search 2016. Foto: Basilio Ruy

Com grandes atuações nas finais, Leonardo Barcelos, de Imbituba/SC, e Carolina Miranda, de Saquarema/RJ, saíram na frente nas disputas pelos títulos do Rip Curl Grom Search, apresentado por Guaraná Antarctica, neste domingo (24), nas ondas da Praia da Ferrugem, em Garopaba/SC. Os dois venceram as categorias para atletas mais velhos, com até 16 anos, a mirim e a feminina, respectivamente, que garantem aos campeões do Circuito as vagas para representar o Brasil na final internacional, em 2017, em algum lugar do Mundo.

Nas outras duas categorias em ação, vitórias paulistas, com Daniel Adisaka, de Ubatuba, na iniciante (limite de 14 anos) e Rodrigo Saldanha, da capital, na grommet (sub12). Com sol, praia lotada e ondas de um metro, a competição reuniu mais de 100 surfistas de sete estados.

Junto às disputas acirradas, os participantes tiveram muita diversão, com distribuição de pipas, degustação de Guaraná Antarctica, pintura de pranchas na Casa Guaraná Antarctica, além do inovador Campeonato de Sup Guaraná Antarctica, comprovando o slogan “Muito mais do que um campeonato de Surf”. Houve, também, a distribuição de mudas nativas para o público na praia, no programa Rip Curl Planet, de conscientização socioambiental.

Mas sem dúvida, a grande atração aconteceu sábado, com o campeão mundial Gabriel Medina na praia, interagindo com a garotada, no mesmo evento onde iniciou a sua trajetória vencedora. Ele incentivou a nova geração e também ficou de olho na irmã caçula, Sophia Medina, que aos dez anos, estreou no Circuito. O dia decisivo da etapa começou com grandes atuações, como o catarinense Mateus Herdy, garantindo a melhor apresentação do evento, com nota 9,80, para somar 18,70 de 20 pontos possíveis.

Antes das finais, um momento de total descontração o Campeonato de Sup, para reforçar o espirito de amizade, um dos pontos fortes do Circuito, unido com a atitude #Boralá, novo posicionamento da Guaraná Antarctica que incentiva os consumidores a assumirem o protagonismo de sua história para viverem experiências inesquecíveis. Foram quatro equipes, cada uma com seis atletas, que remavam juntos numa grande prancha de borracha, proporcionando momentos de muita descontração.

Depois, foi a vez das decisões, todas com grandes performances. Dos 16 finalistas nas quatro baterias, uma disputa à parte, com sete atletas de SP e seis de SC. Entre os destaques, Eduardo Motta, de Guarujá, que chegou em duas finais, ficando em segundo em ambas.

 A primeira bateria foi dos caçulas da grommet. O paulista Caio Costa liderou praticamente toda a disputa, mas no final Rodrigo Saldanha, que mora em São Paulo e treina em Maresias e Guarujá, virou o resultado com uma onda 6,90 (precisava 6,60). “Aqui é um circuito brasileiro e ganhei do Caio, que é meu rival nas finais. Não acredito que virei”, vibrou o atleta de 11 anos, chorando, junto com o pai, Richard. Em terceiro ficou Leo Casal, seguido de Caetano Silveira, ambos catarinenses.

Na iniciante, Daniel Adisaka garantiu o primeiro lugar com uma nota sete e depois um 8,5. O também paulista Eduardo Motta, ficou em segundo, com o catarinense Walley Guimarães em terceiro e outro atleta de SP, Vinicius Parra, completando o pódio. “Foi sensacional. Não esperava esse resultado, mas estava surfando bem, com a prancha no pé e quero agradecer à minha família e Deus”, destacou o competidor de 13 anos.

Na final feminina, Carolina Miranda deu um show, primeiro com uma nota oito e depois não deixou dúvidas com um 7,4. A paulista Louisie Frumento ficou em segundo lugar, com a catarinense Manuela Pacheco em terceiro e a carioca Maju Freitas em quarto. “Foi demais. Esse campeonato é muito, mas muito legal mesmo. Eu treinei bastante para conseguir chegar aqui e fazer um bom resultado. Estou bem feliz mesmo, fazendo uma coisa que eu amo e quero para o futuro. Quero agradecer a todos os meus apoiadores, ao meu treinador e aos meus pais, que estão me incentivando muito a seguir na carreira”, comemorou Carolina, que está com 14 anos.

A última final do evento também foi marcada por uma disputa acirrada. Mateus Herdy entrou na água empolgado com o grande desempenho, mas acabou em quarto lugar. Leonardo Barcelos, que no ano passado havia vencido na iniciante nessa mesma praia, repetiu o feito na mirim. Eduardo Motta em sua segunda final, voltou a ficar em segundo lugar, com o paranaense Fabio Martins em terceiro. “Gosto muito dessa praia. Estou sem palavras. Foi emocionante, irado. Agora, é treinar mais, porque tem duas etapas e quero ser campeão geral e defender o Brasil lá fora”, vibrou Leo, de 14 anos.

O Rip Curl Grom Search 2016, apresentado por Guaraná Antarctica, terá a próxima etapa na emblemática Praia de Itaúna, em Saquarema, nos dias 20 e 21 de fevereiro, e a grande final na badalada Praia de Maresias, em São Sebastião, nos dias 5 e 6 de março. Os campeões do ranking na mirim e na feminina representarão o Brasil na final internacional do evento, em 2017, com passagens aéreas e hospedagem pagas pela Rip Curl.

O Circuito Rip Curl Grom Search 2016 é apresentado por Guaraná Antarctica. Patrocínios: Lojas Sul Nativo, WQSurf e Overboard. Apoios: Jandaia, SkullCandy, SkyGraf e prefeituras de Garopaba, de Saquarema e de São Sebastião. Supervisão: Federação Catarinense de Surf, Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro e Federação Paulista de Surf. Divulgação da FMA Notícias. Cobertura da Revista Fluir e site Waves. Realização: Rip Curl.

RESULTADOS DA 1ª ETAPA

MIRIM (ATÉ 16 ANOS)

1 Leonardo Barcelos – SC

2 Eduardo Motta – SP

3 Fábio Martins – PR

4 Mateus Herdy – SC

FEMININA (ATÉ 16 ANOS)

1 Carolina Miranda – RJ

2 Louisie Frumento – SP

3 Manuela Pacheco – SC

4 Maju Freitas – RJ

INICIANTE (ATÉ 14 ANOS)

1 Daniel Adisaka – SP

2 Eduardo Motta – SP

3 Walley Guimarães – SC

4 Vinicius Parra – SP

GROMMET (ATÉ 12 ANOS)

1 Rodrigo Saldanha – SP

2 Caio Costa – SP

3 Leo Casal – SC

4 Caetano Silveira – SC

(FMA Notícias)

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags