Samuel Pupo QS Australia 2016

O fenômeno promissor do surf brasileiro, Samuel Pupo, estreou no QS (Classificatória para o Circuito Mundial) com um terceiro ludar na etapa 1000 da Cabarita Beach, na Austrália.

Aos 15 anos de idade, Samuel Pupo começa nas etapas menores do QS pois ainda não pode disputar as principais, tendo em vista que está estreando agora no Surf Profissional.

O objetivo de Samuel Pupo em 2016 é pontuar ao máximo nas etapas menores para ter a chance de disputar as principais etapas do QS sem precisar passar pelas triagens. E o Samuca já começou voando. Logo na primeira disputa no surf profissional, ficou na terceira colocação com 15 anos de idade. É realmente um fenômeno.

Samuel Pupo é treinado pelo pai, Wagner Pupo, ex surfista profissional e hoje shaper. Além disso, Samuca é irmão mais novo de Miguel Pupo, integrante do Brazilian Storm que disputa do Título Mundial de Surf.

Esta foi a sua segunda experiência no QS. Sua estreia havia sido no evento 6000 em Maresias, no ano passado, depois de vencer a triagem.

“Eu estava pensando bastante nos pontos para conseguir algumas vagas nas etapas 3000 e deu certo. Viemos para isso, para começar bem o ano. E agora vamos para os próximos com o mesmo pensamento. Começar assim a minha carreira profissional, com uma semifinal, foi demais” Samuel Pupo

Samuca segue na Austrália e tem prevista a presença em outras duas etapas, também 1000, em Avoca e Boomerang Beach. “Como não tem seeding, ele vai começar pelas etapas menores, para pontuar e chegar nos eventos fortes e competir sem ter de passar por triagens. Ele competiu muito bem, surfou bem. Foi um campeonato difícil e espero que ele consiga fazer novas finais”, afirmou o pai.

Samuel Pupo é apontado como um dos novos fenômenos do surf brasileiro e forte candidato a reforçar a seleção brasileira no WCT num futuro próximo. Como amador, já teve outros resultados internacionais. Em abril do ano passado, em Maresias, faturou o Rip Curl Grom Search, campeonato sub16, enfrentando atletas de vários países e garantindo o mesmo título que Gabriel Medina comemorou em 2010 na Austrália. Depois, em junho, venceu o Quiksilver Canggu Challenge, na categoria júnior, nas ondas de Bali, na Indonésia.

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags