Dois tiros. Um nas costas e um na lateral do corpo. Legítima defesa? #SomosTodosRicardinho

#SomosTodosRicardinho

#SomosTodosRicardinho

O Instituto Médico Legal (IML) divulgou o laudo cadavérico de Ricardo dos Santos, surfista baleado por um policial a paisana na Guarda do Embaú, SC.

De acordo com o IML, Ricardinho foi atingido por dois projéteis. Um dos projéteis atingiu o lado esquerdo do corpo, atravessou e saiu pelo lado direito, perfurando órgãos internos. O outro tiro acertou as costas, já que o projétil ficou alojado na vértebra lombar do surfista.

Segundo o gerente do IML, Marcos Aurélio Lima, o projétil que atravessou o corpo de Ricardinho pela lateral seguiu toda a linha média (entre o tórax e o abdômen). O projétil entrou pelo lado esquerdo e saiu pelo direito.

O outro projétil ficou alojado na quinta vértebra na região lombar, da qual foi retirado um projétil de pistola.

O laudo cadavérico não confirma como aconteceu a sequência de tiros. O IML informou que, pelas marcas, os tiros foram disparados de uma distância superior a 60 centímetros. O órgão esclarece que, somente com outros exames, é possível precisar a distância em que o tiro foi feito e se o projétil é compatível com a arma do policial suspeito.

Com a informação dos tiros nas costas e na lateral do corpo, a defesa, que alega legítima defesa, terá que rever sua versão. Cabe a nós cobrarmos e ficarmos em cima para que os responsáveis pela morte do Ricardinho sejam punidos.

#SomosTodosRicardinho

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags