Vans US Open of Surfing

Silvana Lima (Foto: Sean Rowland – WSL)

A sexta etapa do Samsung Galaxy World Surf League Women´s Tour abriu a quarta-feira da Vans US Open of Surfing, com duas rodadas já definindo as primeiras classificadas para as quartas de final na Califórnia, as havaianas Carissa Moore e Malia Manuel, a australiana Sally Fitzgibbons e a norte-americana Lakey Peterson. A brasileira Silvana Lima perdeu para Malia, mas tem outra chance e vai disputar a última vaga com a australiana Nikki Van Dijk. Depois das meninas, foi realizada metade da segunda fase do QS 10000 e Michael Rodrigues e Marco Fernandez já passaram para a rodada dos 24 finalistas. Mas, o Brasil sofreu três baixas, como a do líder do WSL Qualifying Series, Alejo Muniz. Outros sete brasileiros estão divididos em cinco das seis baterias restantes da segunda fase, que ficaram para abrir a quinta-feira na Califórnia.

O defensor do título do US Open, Filipe Toledo, vai competir na primeira do dia, junto com o também paulista Caio Ibelli, que pode assumir a ponta do ranking se chegar na grande final do evento mais tradicional do surfe norte-americano, que sempre lota o famoso píer de Huntington Beach. Os dois estão na sétima bateria com o havaiano Granger Larsen e o sul-africano Beyrick De Vries. Os quatro confrontos seguintes também terão brasileiros disputando classificação para a terceira fase do QS 10000 Vans US Open of Surfing.

Mais dois paulistas entram na disputa seguinte para brigar por duas vagas com dois australianos, Miguel Pupo e Alex Ribeiro, contra Connor O´Leary e Cooper Chapman. Na nona bateria, o potiguar Jadson André enfrenta três europeus, o basco Aritz Aranburu, o francês Maxime Huscenot e o português Frederico Morais. Na décima, tem o capixaba Krystian Kymerson contra  os australianos Adrian Buchan e Dion Atkinson e Charles Martin, da ilha Guadalupe. Na 11.a, o catarinense Tomas Hermes fecha a participação brasileira na segunda fase contra dois norte-americanos da elite dos top-34 da World Surf League, Nat Young e Kolohe Andino, além do bicampeão mundial Pro Junior, Jack Freestone, da Austrália.

BRASIL X EUA – Na quarta-feira, as duas únicas classificações brasileiras foram em baterias com participação dupla de sul-americanos contra norte-americanos e o placar ficou empatado em 2 a 2. O cearense Michael Rodrigues arriscou os aéreos e ganhou por quatro centésimos de diferença de Nathan Yeomans, 13,74 a 13,70 pontos, com Michael Dunphy ficando em terceiro com 12,53 e o argentino Santiago Muniz em último. Seu irmão mais velho, Alejo Muniz, que sempre competiu representando o Brasil porque moram em Santa Catarina desde crianças, caiu no confronto seguinte numa disputa pela segunda vaga com Marco Fernandez, que foi definida nas últimas ondas que eles surfaram.

As do baiano valeram notas 6,73 e 6,23, contra 6,43 e 6,30 do catarinense que defendia a liderança no ranking do WSL Qualifying Series e vinha de vitória no QS 10000 de Ballito, na África do Sul. O jovem norte-americano Kanoa Igarashi acertou as manobras aéreas para tirar duas notas na casa dos 8 pontos e vencer por 17,50 pontos, contra 12,96 de Marco Fernandez e 12,73 de Alejo Muniz. Parker Coffin ficou em último com 9,43. Marco vai disputar as duas primeiras vagas para as oitavas de final com o australiano Adam Melling e o americano Nathan Yeomans. E Michael Rodrigues entra na segunda bateria da terceira fase com Kanoa Igarashi e o francês Joan Duru, que também está na briga pela ponta do ranking com os brasileiros Caio Ibelli e Alex Ribeiro.

WCT FEMININO – Na etapa do WCT feminino que abriu a quarta-feira na Califórnia, a batalha da brasileira Silvana Lima é para entrar no grupo das dez primeiras colocadas no ranking que são mantidas na elite das top-17 da World Surf League para o ano que vem. A cearense estreou com derrota para a norte-americana Courtney Conlogue na terça-feira, mas na segunda fase conseguiu surfar uma boa onda que valeu nota 7,13 e garantiu a vitória sobre a australiana Laura Enever na segunda fase por uma pequena vantagem de 12,80 a 12,17 pontos. Silvana depois voltou a enfrentar Courtney Conlogue na disputa pela terceira vaga direta para as quartas de final, mas ambas perderam essa primeira chance de classificação para a havaiana Malia Manuel, que fez o maior placar do dia entre as meninas, 17,17 pontos, com as notas 9,17 e 8,00 das melhores ondas surfadas na bateria.

A única brasileira na divisão de elite do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour começou bem a temporada recebendo as primeiras notas 10 do ano na Gold Coast e em Bells Beach, na Austrália. No entanto, foi caindo posições e ocupa o 12.o lugar no ranking das cinco etapas já realizadas. Para entrar no G-10 agora na Califórnia, precisa ser finalista na Vans US Open of Surfing no mínimo para superar a havaiana Coco Ho na décima colocação. E a próxima adversária de Silvana Lima é uma concorrente direta no G-10, a australiana Nikki Van Dijk, que está em 13.o lugar. As duas disputarão a última vaga para as quartas de final na segunda rodada eliminatória do WCT feminino, logo após os seis confrontos da segunda fase do QS 10000 que vai abrir a quinta-feira a partir das 7h30 na Califórnia, 13h30 pelo fuso horário de Brasília.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – a World Surf League (WSL) organiza as competições anuais de surfe profissional e as transmissões ao vivo de cada etapa pelo worldsurfleague.com, onde você pode acompanhar todo o drama e aventura do surfe competitivo em qualquer lugar e a qualquer hora onde acontecer. As sanções da WSL são para os seguintes circuitos: World Surf League Championship Tour (CT), que define os campeões mundiais da temporada, Qualifying Series (QS), Big Wave Tour, Pro Junior e Longboard. A organização da WSL está sediada em Santa Monica, Califórnia, com escritório comercial em Nova York. A WSL também tem sete escritórios regionais de apoio na organização dos eventos na África, Ásia, Austrália, Europa, Havaí, América do Norte e América do Sul.

QUARTAS DE FINAL DO WSL WOMEN´S TOUR VANS US OPEN OF SURFING:

1.a: Lakey Peterson (EUA) x vencedora da 1.a bateria da Quarta Fase

2.a: Carissa Moore (HAV) x vencedora da 2.a bateria da Quarta Fase

3.a: Malia Manuel (HAV) x vencedora da 3.a bateria da Quarta Fase

4.a: Sally Fitzgibbons (AUS) x vencedora da 4.a bateria da Quarta Fase

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 3.300 pontos:

1.a: Johanne Defay (FRA) x Alessa Quizon (HAV)

2.a: Bianca Buitendag (AFR) x Coco Ho (HAV)

3.a: Courtney Conlogue (EUA) x Tatiana Weston-Webb (HAV)

4.a: Silvana Lima (BRA) x Nikki Van Dijk (AUS)

TERCEIRA FASE CLASSIFICATÓRIA – Vitória=Quartas de Final / 2.a e 3.a=Quarta Fase:

—————resultados da quarta-feira:

1.a: 1-Lakey Peterson (EUA)=15.07, 2-Alessa Quizon (HAV)=11.44, 3-Bianca Buitendag (AFR)=8.73

2.a: 1-Carissa Moore (HAV)=16.03, 2-Coco Ho (HAV)=15.97, 3-Johanne Defay (FRA)=15.67

3.a: 1-Malia Manuel (HAV)=17.17, 2-Courtney Conlogue (EUA)-=14.10, 3-Silvana Lima (BRA)=7.34

4.a: 1-Sally Fitzgibbons (AUS)=15.03, 2-Nikki Van Dijk (AUS)=14.86, 3-Tatiana Weston-Webb (HAV)=10.57

SEGUNDA FASE – Vitória=Terceira Fase / Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos:

1.a: Bianca Buitendag (AFR) 12.50 x 9.66 Dimity Stoyle (AUS)

2.a: Alessa Quizon (HAV) 14.93 x 9.70 Tyler Wright (AUS)

3.a: Carissa Moore (HAV) 16.43 x 11.34 Chelsea Tuach (BRB)

4.a: Sally Fitzgibbons (AUS) 16.10 x 12.77 Keely Andrew (AUS)

5.a: Lakey Peterson (EUA) 16.53 x 14.60 Sage Erickson (EUA)

6.a: Silvana Lima (BRA) 12.80 x 12.17 Laura Enever (AUS)

PRIMEIRA FASE CLASSIFICATÓRIA – 1.a=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

————resultados da terça-feira:

1.a: 1-Malia Manuel (HAV)=12.50, 2-Dimity Stoyle (AUS)=8.37, 3-Tyler Wright (AUS)=6.00

2.a: 1-Coco Ho (HAV)=15.50, 2-Lakey Peterson (EUA)=14.50, 3-Alessa Quizon (HAV)=7.17

3.a: 1-Nikki Van Dijk (AUS)=13.50, 2-Carissa Moore (HAV)=12.87, 3-Chelsea Tuach (BRB)=-10.93

4.a: 1-Courtney Conlogue (EUA)=14.50, 2-Keely Andrew (AUS)=13.33, 3-Silvana Lima (BRA)=8.00

5.a: 1-Johanne Defay (FRA)=17.44, 2-Sally Fitzgibbons (AUS)=12.40, 3-Sage Erickson (EUA)=10.03

6.a: 1-Tatiana Weston-Webb (HAV)=14.43, 2-Laura Enever (AUS)=9.10, 3-Bianca Buitendag (AFR)=7.83

SEGUNDA FASE DO QS 10000 VANS US OPEN OF SURFING – Round of 48:

—————3.o=25.o lugar (US$ 1.900 e 1.100 pts) / 4.o=37.o lugar (US$ 1.600 e 1.000 pts):

1.a: 1-Adam Melling (AUS)=17.50, 2-Joan Duru (FRA)=16.70, 3-Patrick Gudauskas (EUA)=13.77, 4-Tiago Pires (PRT)=9.23

2.a: 1-Michael Rodrigues (BRA)=13.74, 2-Nathan Yeomans (EUA)=13.70, 3-Michael Dunphy (EUA)=12.53, 4-Santiago Muniz (ARG)=10.04

3.a: 1-Kanoa Igarashi (EUA)=17.50, 2-Marco Fernandez (BRA)=12.96, 3-Alejo Muniz (BRA)=12.73, 4-Parker Coffin (EUA)=9.43

4.a: 1-Tim Reyes (EUA)=15.27, 2-Carlos Munoz (CRI)=13.97, 3-Nathan Hedge (AUS)=12.87, 4-Ian Gouveia (BRA)=12.07

5.a: 1-Fredrick Patacchia (HAV)=17.43, 2-Ryan Callinan (AUS)=14.57, 3-Ramzi Boukhiam (MAR)=10.50, 4-Heitor Alves (BRA)=8.20

6.a: 1-Hiroto Ohhara (JPN)=16.50, 2-Mitch Crews (AUS)=15.00, 3-Davey Cathels (AUS)=12.57, 4-Steven Pierson (TAH)=4,50

————baterias que vão abrir a quinta-feira:

7.a: Filipe Toledo (BRA), Caio Ibelli (BRA), Granger Larsen (HAV), Beyrick De Vries (AFR)

8.a: Miguel Pupo (BRA), Connor O´Leary (AUS), Alex Ribeiro (BRA), Cooper Chapman (AUS)

9.a: Frederico Morais (PRT), Maxime Huscenot (FRA), Aritz Aranburu (ESP), Jadson André (BRA)

10: Dion Atkinson (AUS), Charles Martin (GLP), Krystian Kymerson (BRA), Adrian Buchan (AUS)

11: Tomas Hermes (BRA), Kolohe Andino (EUA), Jack Freestone (AUS), Nat Young (EUA)

12: Dane Reynolds (EUA), Tanner Hendrickson (HAV), Billy Stairmand (NZL), Joshua Moniz (HAV)

TERCEIRA FASE – Round of 24 – baterias formadas pelos resultados da quarta-feira:

—————– 1.o e 2.o=Oitavas de Final /3.o=17.o lugar com US$ 2.700 e 2.200 pontos:

1.a: Adam Melling (AUS), Nahan Yeomans (EUA), Marco Fernandez (BRA)

2.a: Joan Duru (FRA), Michael Rodrigues (BRA), Kanoa Igarashi (EUA)

3.a: Fredrick Patacchia (HAV), Mitch Crews (AUS), Tim Reyes (EUA)

4.a: Carlos Munoz (CRI), Ryan Callinan (AUS), Hiroto Ohhara (JPN)

Por: João Carvalho – WSL South America Media Manager

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags