Melhores Momentos WCT França 2014 (Quinta-feira)

Os brasileiros Gabriel Medina e Miguel Pupo já passaram para as quartas de final e Pupo irá enfrentar o vencedor do duelo verde-amarelo entre o também paulista Filipe Toledo e o potiguar Jadson André na repescagem. Com a classificação, Medina não perde mais a liderança do ranking na França e mais três concorrentes ao título mundial saíram da briga, os australianos Owen Wright e Josh Kerr e Adriano de Souza, que perdeu a bateria brasileira para Filipe Toledo na terceira fase.

“Nas duas baterias que eu disputei hoje (sexta-feira), foi difícil de achar boas ondas. O swell (ondulação) aumentou agora à tarde, o mar ficou muito mexido e estava fácil se perder lá dentro”, disse Gabriel Medina, após derrotar o havaiano John John Florence e o australiano Josh Kerr por 16,17 pontos na disputa pela segunda vaga direta para as quartas de final. “Tive sorte de encontrar duas ondas boas dessa vez. Foi bom que consegui fazer uma bateria melhor do que a que eu tive esta manhã. Temos essa previsão das ondas ficarem bem melhores amanhã (sexta-feira), então vamos ver como vai estar, mas estou confiante em conseguir um bom resultado aqui mais uma vez”.

Miguel Pupo surfa muito durante todo o evento e se garante nas Quartas de Final

Miguel Pupo surfa muito durante todo o evento e se garante nas Quartas de Final. Foto: ASP / Poullenot

A praia Le Gardian, na divisa entre Hossegor e Seignosse, foi novamente a escolhida para receber os melhores surfistas do mundo na quinta-feira de disputas do WCT França 2014. As ondas variaram entre 3-5 pés durante o dia, com direitas e esquerdas formando boas rampas para as manobras aéreas, principalmente dos surfistas da nova geração. As condições ficavam mais difíceis na maré cheia e foi nela que Gabriel Medina disputou suas duas baterias. Ele competiu na segunda do dia e quase não entrou onda, mas conseguiu derrotar o francês Jeremy Flores por 9,40 a 7,50 pontos, somando notas 5,07 e 4,33.

A situação estava tão crítica que a comissão técnica decidiu paralisar a competição por 3 horas, para a bateria de Kelly Slater com o sul-africano Travis Logie começar numa condição melhor do mar. O vice-líder do ranking surfou uma onda boa que definiu o resultado em 13,27 a 12,93 pontos. No duelo seguinte, Miguel Pupo não desperdiçou as chances que teve para liquidar Owen Wright em duas ondas seguidas que valeram notas 8,00 e 7,23. A derrota na terceira fase tirou o australiano da corrida do título mundial e outro concorrente de Gabriel Medina a sair da briga foi Adriano de Souza, que perdeu o terceiro confronto verde-amarelo com Filipe Toledo na terceira fase das etapas do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour esse ano.

DUELOS BRASILEIROS – Mineirinho saiu vitorioso em Bells Beach (AUS) e em Trestles (EUA), mas Filipinho já começou forte a bateria do WCT França 2014, espancando uma boa direita com uma série de três manobras explosivas para arrancar a maior nota do dia, 9,60. Não entraram muitas ondas para os dois e Adriano de Souza praticamente só surfou duas regulares, totalizando 13,50 pontos contra 16,10 de Filipe Toledo com a nota 6,5 da sua última apresentação na bateria.

Ainda tinha Jadson André na última da terceira fase enfrentando o campeão mundial Joel Parkinson e o potiguar voador acertou as manobras para despachar o australiano por 14,70 a 12,86 pontos. A participação brasileira só não teve 100% de aproveitamento por causa do confronto direto entre Filipe Toledo e Adriano de Souza, que acabou sendo eliminado. E Filipinho terá outro duelo verde-amarelo pela frente na França, agora contra o próprio Jadson André na disputa pela penúltima vaga para as quartas de final na repescagem que vai abrir a sexta-feira em Hossegor.

Isto porque os dois perderam na primeira rodada classificatória que fechou a quinta-feira. A primeira vaga foi conquistada pelo norte-americano Kolohe Andino, que usou os aéreos para mandar o defensor do título do Quiksilver Pro France, Mick Fanning, para a repescagem com o também australiano Matt Wilkinson. Gabriel Medina pegou boas ondas para mostrar o seu surfe dessa vez e ganhou a segunda superando dois especialistas em aéreos como ele, John John Florence e Josh Kerr.

Depois, Filipe Toledo e Miguel Pupo entraram juntos para encarar a fera Kelly Slater, que não achou nada de ondas e acabou só vendo os brasileiros disputando a classificação para as quartas de final na sua bateria, vencida por Pupo por 12,83 a 12,00 pontos. E na última do dia, foi Jadson André que virou um mero espectador, enquanto o sul-africano Jordy Smith foi preciso, só surfou duas ondas e na última tirou nota 9,17 para também superar o australiano Taj Burrow por 15,67 pontos. Smith já havia feito a melhor apresentação do dia quando derrotou o australiano Julian Wilson na terceira fase com o maior placar da quinta-feira, 17,03 pontos.

TÍTULO MUNDIAL – A sexta-feira pode ser o último dia do WCT França 2014 e o resultado em Hossegor define quem vai continuar disputando o título mundial nas etapas que fecham a temporada em Portugal e no Havaí. Na contagem regressiva para o primeiro título do Brasil na história do Circuito Mundial, os resultados da quinta-feira em Le Gardian derrubaram mais três concorrentes de Gabriel Medina. Ele mesmo tirou Josh Kerr da briga já quando derrotou o francês Jeremy Flores na terceira fase. Depois, Miguel Pupo acabou com as chances de Owen Wright e Filipe Toledo com as de Adriano de Souza.

Dos quatorze surfistas que chegaram na França com chances de título mundial, restam oito adversários para Gabriel Medina, que pode tirar mais um se passar para as semifinais, o norte-americano Kolohe Andino. Se avançar para a grande final pela terceira vez no Quiksilver Pro France, elimina mais três, o taitiano Michel Bourez, o havaiano John John Florence e o sul-africano Jordy Smith. E se for o campeão, Joel Parkinson também sai da briga depois da derrota para o potiguar Jadson André na bateria que fechou a terceira fase na quinta-feira de disputas do WCT França 2014.

Caso Gabriel Medina repita a vitória conquistada em 2011 na França, o também australiano Taj Burrow só continuará com chances de superar o brasileiro se for o vice-campeão na final. Burrow terá um confronto direto contra Kelly Slater pela última vaga para as quartas de final em Hossegor. Matematicamente, Slater e Mick Fanning são os únicos que já estão garantidos na disputa do título mundial com Medina na penúltima etapa do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014, o Moche Rip Curl Pro, nos dias 12 a 23 de outubro em Peniche, Portugal.

O Quiksilver Pro France está sendo transmitido ao vivo pelo www.aspworldtour.com e notícias com mais detalhes da participação brasileira no Samsung Galaxy ASP World Championship Tour podem ser acessadas no www.aspsouthamerica.com. A primeira chamada da sexta-feira para a primeira bateria da repescagem, do australiano Mick Fanning com o havaiano John John Florence, foi marcada para as 7h30 horas na França, 2h30 da madrugada pelo fuso de Brasília. O duelo brasileiro entre Filipe Toledo e Jadson André será o terceiro do dia.

Assista ao WCT França 2014 AO VIVO

Por: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – jcarvalho@aspworldtour.com

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags