Gabriel Medina conquista primeiro 10 do WCT França 2015

Gabriel Medina conquista primeiro 10 do WCT França 2015 (Foto: Poullenot – WSL)

Um aéreo “full rotation” muito alto com aterrizagem perfeita, valeu a primeira nota 10 do WCT França 2015 para o campeão mundial Gabriel Medina no domingo de praia lotada em Les Guardians. Foi mais um dia de boas ondas de 4-6 pés para o show dos melhores surfistas do mundo em Hossegor. Adriano de Souza foi um dos primeiros destaques do dia e Italo Ferreira ganhou mais um duelo potiguar contra Jadson André para também avançar para as quartas de final da nona etapa do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour, que tem prazo até o dia 17 para ser encerrada na França.

Medina conquistou a última vaga direta da quarta fase, derrotando o número 3 do Jeep Leaderboard, Owen Wright, e o também australiano Matt Wilkinson. Depois do voo espetacular que arrancou o primeiro 10 do campeonato esse ano, ele detonou outra direita com várias manobras potentes de backside para totalizar 19,83 pontos de 20 possíveis. Os dois australianos não tiveram o que fazer, mas Owen Wright aproveitou a segunda chance de classificação e vai enfrentar o vice-líder do ranking, Adriano de Souza, na terceira quarta de final. Já Wilkinson perdeu para o defensor do título desta etapa, John John Florence, que será o adversário de Gabriel Medina na disputa pela última vaga para as semifinais.

“Até parecia que eu estava num ´free surf` com o Owen (Wright) e o Wilko (Matt Wilkinson), pois já faz tempo que surfamos juntos porque nós sempre ficamos na mesma casa como uma equipe durante as viagens”, contou Gabriel Medina. “Eu acho que esse pode ter sido o aéreo mais alto que eu já completei e é bom chegar nas quartas de final mais uma vez. Eu tive algumas derrotas no início da temporada e estou surfando mais relaxado agora, sem pensar em títulos mundiais, apenas buscando surfar bem as ondas”.

A disputa pelo caneco de campeão da World Surf League está ficando cada vez mais centralizada em Mick Fanning e Adriano de Souza. Os dois venceram suas baterias da quarta fase e passaram direto para as quartas de final no domingo, que já começou com vitória australiana de Julian Wilson sobre Jadson André. Mick Fanning ganhou a segunda derrotando outro potiguar, Italo Ferreira, mas foi Mineirinho quem fez os primeiros recordes do dia. Ele já largou na frente com nota 9,57 na primeira onda, na seguinte tirou 8,33 e na terceira 8,93 para totalizar 18,50 pontos, sem dar chances para o francês Jeremy Flores e o havaiano John John Florence.

DUELO POTIGUAR – A segunda rodada classificatória para as quartas de final foi iniciada logo após a vitória nota 10 de Gabriel Medina com uma bateria brasileira entre Italo Ferreira e Jadson André. Era a quarta vez que este duelo potiguar acontecia no WCT deste ano e novamente o surfista de Baía Formosa, Italo Ferreira, levou a melhor sobre o natalense e vai abrir as quartas de final com o australiano Julian Wilson. Foi mais um confronto bem disputado entre os dois, com Italo saindo vencedor por 16,23 a 15,07 pontos.

Depois, Bede Durbidge despachou Kolohe Andino por 18,30 pontos, Owen Wright atingiu 18,50 contra Jeremy Flores e John John Florence usou os aéreos como Medina para ganhar a última vaga para as quartas de final de Matt Wilkinson por 16,80 pontos. John John e Medina agora farão um confronto de campeões do Quiksilver Pro France, primeiro campeonato que o brasileiro venceu no WCT em 2011. Já o havaiano defende o título conquistado na final do ano passado contra o potiguar Jadson André.

O prazo do Quiksilver Pro France vai até 17 de outubro em Hossegor e a primeira chamada da segunda-feira foi marcada para as 8 horas na França, com a nona das onze etapas do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour sendo transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – a World Surf League (WSL) organiza as competições anuais de surfe profissional e as transmissões ao vivo de cada etapa pelo worldsurfleague.com, onde você pode acompanhar todo o drama e aventura do surfe competitivo em qualquer lugar e a qualquer hora onde acontecer. As sanções da WSL são para os seguintes circuitos: World Surf League Championship Tour (CT), que define os campeões mundiais da temporada, Qualifying Series (QS), Big Wave Tour, Pro Junior e Longboard. A organização da WSL está sediada em Santa Monica, Califórnia, com escritório comercial em Nova York. A WSL também tem sete escritórios regionais de apoio na organização dos eventos na África, Ásia, Austrália, Europa, Havaí, América do Norte e América do Sul.

WCT França 2015 – Quartas de Final

1.a: Julian Wilson (AUS) x Italo Ferreira (BRA)

2.a: Mick Fanning (AUS) x Bede Durbidge (AUS)

3.a: Adriano de Souza (BRA) x Owen Wright (AUS)

4.a: Gabriel Medina (BRA) x John John Florence (HAV)

WCT 2015 – Round 5

1.a: Italo Ferreira (BRA) 16.23 x 15.07 Jadson André (BRA)

2.a: Bede Durbidge (AUS) 18.30 x 10.20 Kolohe Andino (EUA)

3.a: Owen Wright (AUS) 18.50 x 16.17 Jeremy Flores (FRA)

4.a: John John Florence (HAV) 16.80 x 14.87 Matt Wilkinson (AUS)

WCT França 2015 – Round 4

1.a: 1-Julian Wilson (AUS)=17.37, 2-Jadson André (BRA)=12.93, 3-Kolohe Andino (EUA)=10.47

2.a: 1-Mick Fanning (AUS)=16.67, 2-Bede Durbidge (AUS)=15.43, 3-Italo Ferreira (BRA)=13.73

3.a: 1-Adriano de Souza (BRA)=18.50, 2-Jeremy Flores (FRA)=14.00, 3-John John Florence (HAV)=13.37

4.a: 1-Gabriel Medina (BRA)=19.83, 2-Matt Wilkinson (AUS)=16.00, 3-Owen Wright (AUS)=15.56

Aloha!

Por: João Carvalho – WSL South America Media Manager

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags