Miguel Pupo venceu duas vezes nesta quarta-feira e está classificado para o round 4 da etapa. Foto: Divulgação ASP

O paulista Miguel Pupo mandou muito bem no terceiro dia de competições do Quiksilver Pro France, a sétima etapa do circuito mundial de surf, que rola em Hossegor, na França. O atleta protagonizou duas belas vitórias e avançou para a quarta fase da competição.

Em ondas de até 2,5 metros, Miguel derrotou primeiro o norte-americano Damien Hobgood, ainda pela repescagem e depois passou pelo aussie Julian Wilson, em uma vitória de virada, emocionante, na terceira fase.

O Brasil sofreu duas baixas, ainda pela repescagem o cearense Heitor Alves foi eliminado e pela terceira fase, quem deu adeus à competição foi o catarinense Alejo Muniz.

A prova de hoje foi iniciada com as baterias pendentes da repescagem, e logo de cara, o australiano Bede Durbidge mandou Heitor Alves mais cedo pra casa, pelo placar de 13,17 a 7,37.

Miguel Pupo não precisou de muito para avançar à terceira fase, com notas pouco expressivas, o paulista levou a melhor pelo placar de 9,76 a 8,40, pela última bateria da repescagem.

Enquanto a repescagem chegou a ser até um pouco “morna”, a terceira fase pegou fogo. Na primeira bateria o havaiano John John Florence eliminou o norte-americano Taylor Knox pelo placar de 15,17, a 6,43.

Em seguida foia vez de Miguel Pupo voltar à água para uma revanche contra o aussie Julian Wilson, o último duelo dos dois havia sido na final do US Open, quando Julian saiu campeão da etapa.

Dessa vez o brasileiro levou a melhor com estilo, virou o placar na última onda que pegou. Julian estava com 9,87 na melhor onda, mas a segunda nota era baixa, ele não conseguiu uma outra nota expressiva, mas mesmo assim Miguel estava atrás no placar, tinha 6,03 e 6,50 nas melhores notas e precisava trocar a menor delas por um 6,25 para se classificar.

Nos últimos instantes, o aussie abriu mão da prioridade que tinha e deixou Miguel livre para dropar uma esquerda, o brasileiro aproveitou a chance e passou lindo por um tubo para arrancar 7,90 dos juízes e garantir a vaga na quarta fase. Julian ainda tentou seguir na onda seguinte, mas precisava de 4,53 e conseguiu apenas 3,10. Placar final: 14,40 a 12,97 para o brasileiro.

Briga pelo título de 2012 esquenta

A briga pelo título do ASP Men’s World Tour está cada vez mais acirrada, hoje três tops tiveram a notícia que estava esperando, o lpider do ranking Mick Fanning foi eliminado da prova na França, deixando o caminho até o caneco de 2012 um pouco mais perto dos três abaixo dele no ranking, Joel Parkinson, Kelly Slater e John John Florence.

Fanning pegou pela frente na terceira fase um inspirado Dane Reynolds, convidado da Quiksilver para a etapa na França. O norte-americano estava no dia dele, entrou e saiu de um tubo lindo e impressionante, arrancando nota 10 de todos os juízes, ele já tinha 6,50 no placar e deixou o aussie em combinação.

O dia não era de Fanning, as ondas não vieram e ele somou incríveis 1,60 e 1,00, perdendo para Dane pelo placar de 16,50 a 2,60.

Parkinson, assim como Jhon Jhon, confirmou o favoritismo e passou por Patrick Gudauskas por 10,07 a 6,60, avançando para a quarta fase.

A última bateria disputada nesta quarta-feira foi a do catarinense Alejo Muniz, que não conseguiu passar pelo australiano Adrian Buchan, que tinha apenas 2,93 na melhor nota, mas conseguiu arrancar 7,83 dos juízes, deixando Alejo precisando de 5,60 para virar a bateria.

O brasileiro bem que tentou, mas a onda salvadora não veio e ele teve que voltar pra casa mais cedo, com o placar de 10,76 a 7,70 para o aussie.

O paulista Gabriel Medina e o potiguar Jadson André ainda não correram pela terceira fase, Medina vai encarar o australiano Kai Otton, enquanto Jadson tem uma pedreira pela frente, vai encarar o 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, que está na briga pelo título deste ano, na última bateria da terceira fase.

A próxima chamada será às 2h30 desta madrugada, de quarta para quinta-feira, pelo horário de Brasília.

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags