Jadson André (foto) tentou, mas não conseguiu passar por Tiago Pires
Foto: Gabriel Teixeira/Waves

O primeiro dia de competições da primeira etapa do ASP World Tour (WT) 2011 foi muito ruim para os brasileiros, todos os representantes do Brasil caíram já na primeira fase da competição e estão na repescagem.


A primeira etapa do WT, o Quiksilver Pro 2011, começou nesse sábado (horário local) em Snapper Rocks, na Gold Coast Australiana. Aqui no Brasil ainda era noite de sexta-feira, quando foi chamada a primeira bateria da competição para entrar na água.



Mineirinho tentou, mas ficou em segundo e está na
repescagem. Foto: Gabriel Teixeira/Waves



Entre os atletas que fizeram a primeira bateria do WT do ano, estava o cearense Heitor Alves, que voltou à elite depois de um ano na divisão de acesso (WQS). Porém o brasileiro chegou atrasado e entrou no mar quando faltava apenas cinco, dos 30 minutos, para a bateria acabar. Dessa forma ele conseguiu somar apenas 3,17 e 3,40, fazendo meros 6,57 pontos e ficando em terceiro. O vencedor da bateria foi o australiano Julian Wilson, novato da elite, que fez 14,26 pontos, o compatriota dele, Adrian Buchan, ficou em segundo na bateria, com 12, 44 e também foi para a repescagem.
Na quarta bateria do dia, entrou em ação Raoni Monteiro, que também amargou um terceiro lugar, o primeiro lugar da bateria ficou com o australiano Taj Borrow, que fez a maior pontuação única do dia, 9,27 e somou 16,67. Em segundo, ficou o havaiano Fred Patacchia, com 9,17.
A nona bateria contou com dois brasucas, Alejo Muniz e Adriano de Souza, o Mineirinho, mas foi o local Joel Parkinson que levou a melhor. O vento começou a soprar bem forte durante a bateria, o que ajudou quem já é mais íntimo do pico. Parko somou 7,00 e 8,00. Em segundo ficou Mineirinho, com 11, 17, destaque para a força de vontade de vencer dele, ele esgotou o número de ondas que podia, pegou 15. Alejo terminou em terceiro, com 10,20.
Na última bateria do dia, a última esperança brasileira de classificação para a terceira fase, Jadson André, caiu diante do português Tiago Pires, que estava muito inspirado e levou o primeiro lugar da bateria, com 15,83. Jadson lutou bastante, mas conseguiu apenas a segunda colocação, com 12,70. Em terceiro ficou o norte-americano Damien Hobgood, com 11,77.
Os classificados para a terceira fase são: Julian Wilson (AUS), Matt Wilkinson (AUS), Mick Fanning (AUS), Taj Burrow (AUS), Jordy Smith (AFS), Kelly Slater (USA), Owen Wright (AUS), Josh Kerr (AUS), Joel Parkinson (AUS), Daniel Ross (AUS), Adam Melling (AUS) e Tiago Pires (PRT).
De acordo com a organização o evento deve ficar uns 3 ou 4 dias off, por causa da má formação de ondas.
Aloha!
Baterias da primeira fase do Quiksilver Pro 2011
1 Adrian Buchan (Aus) 12.44, Heitor Alves (Bra) 6.57 e Julian Wilson (Aus) 14.26
2 Bede Durbidge (Aus) 12.03, Matt Wilkinson (Aus) 15.67 e Gabe Kling (EUA) 12.27
3 Mick Fanning (Aus) 16.03, Bobby Martinez (EUA) 12.57 e Cory Lopez (EUA) 7.90
4 Taj Burrow (Aus) 16.67, Fredrick Patacchia (Haw) 9.17 e Raoni Monteiro (Bra) 9.10
5 Jordy Smith (Afr) 16.07, Patrick Gudauskas (EUA) 10.37 e Mitch Crews (AUS) 11.07
6 Kelly Slater (EUA) 13.93, Kai Otton (Aus) 6.70 e Matt Banting (AUS) 11.34
7 Owen Wright (Aus) 12.83, Taylor Knox (EUA) 11.46 e Dusty Payne (Haw) 10.60
8 Marc Lacomare (Fra) 9.87, Brett Simpson (EUA) 7.77 e Josh Kerr (Aus) 11.70
9 Adriano de Souza (Bra) 11.17, Joel Parkinson (Aus) 15.00 e Alejo Muniz (Bra) 10.20
10 Michel Bourez (Tah) 9.10, CJ Hobgood (EUA) 7.43 e Daniel Ross (Aus) 13.00
11 Chris Davidson (Aus) 10.73, Kieren Perrow (Aus) 11.13 e Adam Melling (Aus) 11.40
12 Jadson André (Bra) 12.70, Damien Hobgood (EUA) 11.77 e Tiago Pires (Por) 15.83
Notícias Relacionadas:
Share on Facebook