Mick Fanning voa para pegar o primeiro lugar da etapa. Foto: Divulgação Rip Curl

O australiano Mick Fanning comandou a festa no Rip Curl Pro Bells Beach, segunda etapa do World Tour, que rolou em Bells Beach, na Austrália. Com o apoio da torcida, ele venceu o norte-americano Kelly Slater na final em uma bateria épica e eletrizante.

Em ondas de um metro e boa formação o aussie precisou pegar apenas três ondas para vencer o 11 vezes campeão mundial, que mesmo com 13 ondas surfadas na final, sendo uma nota 10, não conseguiu vencer o adversário.

Com a vitória, Fanning, levou para casa um cheque de US$ 75 mil e mais 10.000 pontos no ranking mundial, subindo para a terceira colocação.

Na bateria final, Mick saiu na frente com um forte snap, alguns cutbacks e um aéreo para finalizar, o que lhe rendeu um 9,10. Em seguida fez mais uma série  muito boa e somou mais 8,60, que depois deu-se ao luxo de descarta-lo.

Depois de algumas ondas muito ruins, em que errou várias vezes, Slater reagiu com classe, acertou um voo rodando e não teve como não dar a nota máxima. Tirou 10 de todos os juízes e voltou à briga. Em seguida virou o placar com outra onda muito boa, em que somou mais 8,07.

Mas não durou muito, em pouco tempo, Fanning foi com tudo para a última onda dele, 9,70, que lhe devolveu o primeiro lugar na bateria e no pódio. Slater ainda tentou até o fim recuperar a vit[oria, mas conseguiu apenas um 6,77 como a nota mais alta e terminou em segundo, o que foi suficiente para voltar ao topo do ranking mundial.

Último dia de competição

O últim0o dia começou com as baterias da quinta fase, o único brasileiro que ainda competia era Adriano de Souza, o Mineirinho, que acabou eliminado pelo australiano Josh Kerr, terminando a competição em nono lugar.

Nas semifinais uma pequena confusão. Na bateria entre o francês Jeremy Flores e o norte-americano Kelly Slater, Jeremy foi punido por uma interferência que lhe eliminou uma nota 7,33. Slater estava na liderança com um somatório de 9.93 e 5,17.

Em seguida, Flores marcou 7,83, o que lhe teria dado a vitória, não fosse a punição. O francês ficou muito irritado e soltou no twitter: “Aquilo não é uma interferência. Todos sabem disso, menos os cinco juízes”.

Do outro lado da semi, Joel Parkinson caiu diante de Fanning com um placar de 15,83 a 14,43.

A próxima etapa do mundial é aqui no Brasil, entre os dias 9 e 20 de maio, o Billabong Rio Pro.

 

Aloha!

 

Rip Curl Pro 2012

 

1 Mick Fanning (Aus)
2 Kelly Slater (EUA)
3 Jeremy Flores (Fra)
3 Joel Parkinson (Aus)
5 Josh Kerr (Aus)
5 Owen Wright (Aus)
5 Kai Otton (Aus)
5 Jordy Smith (Afr)
9 Adriano de Souza (Bra)
9 John John Florence (Haw)
9 Brett Simpson (EUA)
9 CJ Hobgood (EUA)
13 Raoni Monteiro (Bra)
13 Gabriel Medina (Bra)
13 Jadson André (Bra)
25 Alejo Muniz (Bra)
25 Heitor Alves (Bra)
25 Miguel Pupo (Bra)

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags