Miguel Pupo levou a melhor na oitava bateria e avançou à terceira fase

Os brasileiros mandaram bem na primeira fase do Quiksilver Pro 2012, válido como a primeira etapa do World Tour, o Circuito Mundial de Surf, que rola na Gold Coast, Austrália.

 

Dos sete brasucas que disputam na elite do surf, quatro avançaram direto para a terceira fase: Adriano de Souza, o Mineirinho, Raoni Monteiro, Miguel Pupo e Heitor Alves, que passaram em ondas de 1 metro em Snapper Rocks.

 

Já o trio Gabriel Medina, Alejo Muniz e Jadson André não conseguiram passar pela primeira fase e caíram para a repescagem.

 

O 11 vezes campeão mundial Kelly Slater começou o ano muito bem, logo de cara fez 8,93 e 9,87.

 

O Brasil entrou na água logo na primeira bateria do dia, com Adriano de Souza, o Mineirinho, que não deu chances a Taylor Knox e Kieren Perrow. O brasileiro fez 6,00 e 7,83 para avançar direto.

 

Na quarta bateria da primeira fase, o carioca Raoni Monteiro encontrou os tubos e com isso levou a vaga da terceira fase em cima do australiano Yadib Nicol e do paulista Gabriel Medina, que saiu na frente com um 6,00, mas viu o carioca virar com um 6,50 e um 4,60, que depois foi substituído por um 5,13.

 

Raoni aproveitou a oportunidade para falar sobre patrocínio: “Eu estou sem patrocinador, então vou tentar conseguir um bom resultado e o Gabriel (Medina) é o cara a ser batido. Acho que ele não está muito feliz agora, mas precisa se acostumar com isso, pois sempre alguém vai perder e alguém vai ganhar, competição é assim”.

 

O paulista Miguel Pupo estreou na oitava bateria, contra o sul-africano Jordy Samith e o norte-americano Patrick Gudauskas. A batalha foi muito equilibrada, Pupo fez 6,43 e 5.57, contra 6.33 e 5.63 de Smith e 6.00 e 5.60 de Gudauskas. O paulista estava em terceiro, mas na última onda, conseguiu uma virada emocionante, precisava de 5,53 e arrancou dos juízes um 5,57, saindo do último para o primeiro lugar e garantindo a vaga na terceira fase.

 

Na bateria seguinte, o cearense Heitor Alves revidou a derrota que sofreu na mesma prova para o australiano Matt Wilkinson, dessa vez o brasileiro levou a melhor com 6,43e 7,93, contra 6,17 e 8,00 do aussie. Na mesma bateria o catarinense Alejo Muniz ficou em terceiro, ele está se recuperando de uma forte contusão que sofreu na temporada havaiana.

 

O potiguar Jadson André fechou a participação do Brasil na primeira fase, mas infelizmente não conseguiu passar pelo taitiano Michel Bourez e pelo francês Jeremy Flores. Jadson disputa agora a repescagem.

 

Aloha!

Share on Facebook

Notícias Relacionadas

Tags